|

O que é Full Commerce?

Man hand holding virtual world with internet connection for metaverse. Global business marketing and banking financial pass thru application technology concept.

O comércio eletrônico vem crescendo consideravelmente no Brasil nos últimos anos. Porém, ao mesmo tempo que cresce, também pode trazer alguns riscos para empresários despreparados. O sucesso de um e-commerce depende do conhecimento que a empresa possui sobre as diversas áreas que compõem sua atuação.

Antes de iniciar essa atividade, é fundamental considerar os custos iniciais, tempo de retorno, estruturação, entre outros pontos. A falta de preparo dos gestores leva muitos empreendimentos digitais à falência. Para evitar que isso aconteça, muitas empresas estão investindo no chamado Full Commerce. Neste artigo, vamos explicar o conceito e quais as vantagens que ele oferece. Se você quer expandir seu e-commerce no Brasil, este é um artigo essencial para ler antes de começar.

O que é Full Commerce?

O varejo online vem movimentando a economia brasileira, mas o desconhecimento quanto à manutenção da empresa faz com que a maioria deixe de existir no primeiro ano de operação. Para que isso não aconteça, muitos gestores estão adotando o modelo Full Commerce para auxiliar suas operações no ambiente virtual. O sistema existe há alguns anos e já é amplamente utilizado nos Estados Unidos e na Europa, talvez mais conhecido como Fulfillment.

Full commerce é o modelo de gestão em que o empresário terceiriza planejamento, consultoria, cumprimento logístico, gestão de ERP, meios de pagamento, atendimento ao cliente, faturamento entre outras funções do seu negócio. Este método oferece a possibilidade de ter uma visão holística do empreendimento, melhorando a capacidade de tomada de decisão.

A partir dessas ferramentas, é possível direcionar a empresa para cenários mais positivos. Também ajuda a alinhar a comunicação da empresa com as necessidades de seu público. A implantação do full commerce contribui para a redução de custos e aumento das vendas. O termo Full Commerce no Brasil refere-se principalmente a negócios digitais que vendem online.

Você também deve estar ciente de que alguns segmentos do Full Commerce só serão possíveis para uma empresa brasileira, como a gestão de importações, logística e faturamento, que só podem ser feitos por meio de uma entidade local. Brasil restringe a possibilidade de empresas estrangeiras montarem estoque local e faturarem diretamente os consumidores remotamente.

Se você deseja construir uma presença local, precisará abrir uma subsidiária ou trabalhar com um parceiro local de importação de registros. Para mais informações sobre o assunto, acesse este link: Como uma empresa internacional pode montar um estoque local no Brasil?

Modelos de Full Commerce

A terceirização, neste caso, deve ser feita por uma empresa especializada em Full Commerce. Saiba mais sobre os modelos de terceirização existentes.

Soluções modulares: neste tipo de terceirização, a empresa contratada prestará serviços para áreas específicas da empresa como Marketing Digital, Cumprimento Logístico, Folha de Pagamento e Faturamento, Suporte a Clientes, Gestão de Importação e Logística.

Soluções integradas: é quando a empresa contratada oferece mais de um serviço para a empresa contratante.

A dica é o gestor fazer um levantamento da situação atual do seu negócio para entender qual dos dois modelos é mais relevante. Existem alguns exemplos de áreas que podem ser terceirizadas. A terceirização pode ser no que diz respeito ao empreendedorismo, a empresa agora conta com ajuda para criar seu plano de negócios.

Vantagens do modelo Full Commerce

Conforme mencionado acima, o modelo Full Commerce possibilita uma visão mais ampla do cenário empresarial. Porém, suas vantagens para as lojas virtuais vão além, confira abaixo.

1. Monitoramento eficiente.

A adoção do método Full Commerce caracteriza-se por permitir um acompanhamento mais eficiente do negócio. Os dados gerados pela gestão terceirizada contribuem para chegar a soluções mais relevantes. Com acesso a esses dados, é possível direcionar a gestão para a melhoria contínua. Com certeza, o monitoramento é uma das grandes vantagens do Full Commerce para lojas virtuais.

2 – Estímulo para resolução de problemas

A gestão focada que o Full Commerce proporciona estimula a resolução de problemas. As empresas virtuais precisam de soluções práticas para diferentes problemas para que possam continuar operando. Algumas dessas questões podem passar despercebidas se não houver uma gestão profissionalizada.

Somente a partir da identificação dos gargalos é possível buscar soluções que contribuam para o crescimento da empresa. Uma gestão sem experiência de mercado pode levar o empreendimento à falência.

3 – Agilidade das operações

Os consumidores estão cada vez mais exigentes no que diz respeito à rapidez dos processos de compra e entrega online. Empresas que são reconhecidas por demorarem demais para concluir a entrega perdem competitividade. Existe uma certa ansiedade nas pessoas que compram online para ter em mãos o que compraram.

A opção pelo Full Commerce ajuda a agilizar uma série de operações, principalmente na área de logística. Um fator de perda para muitos empreendedores virtuais iniciantes é a inexperiência com certas etapas do processo. Mais do que ter um visual bonito e produtos na vitrine online, é preciso trabalhar com agilidade e transparência.

4 – Criando uma vantagem competitiva

Quanto mais eficiente e bem organizada for uma loja virtual, mais competitiva ela se torna no mercado. Pense em quantas pessoas seu e-commerce deixa de impactar por não ter um sistema de trabalho bem estruturado. Com a equipe Full Commerce focada em questões de gestão, você pode se ocupar pensando nas melhores soluções para o seu negócio.

5 – Aumento nas vendas

Uma boa gestão resulta em aumento de vendas, permitindo que seu e-commerce cresça de forma sustentável. Algumas empresas enfrentam problemas em expandir seu alcance por não terem uma gestão eficiente das diversas áreas que compõem o negócio. Otimizações de marketing, layout atraente, SEO, identidade visual, entre outros pontos contribuem para alavancar suas vendas.

6 – Redução de custos

A falta de conhecimento ou ferramentas de gestão corretas, além da forma como determinadas tarefas são executadas, podem aumentar os custos de diversas operações. Empresas especializadas em Full Commerce focam especialmente nessas questões para reduzir custos. Assim, com custos operacionais reduzidos, a loja virtual torna-se potencialmente mais lucrativa.

7 – Mais profissionalismo

Como o foco das empresas Full Commerce é a gestão de lojas virtuais, é natural que executem as tarefas com mais profissionalismo. O conhecimento técnico faz muita diferença para organizar e estruturar as operações de uma loja online. Esse tipo de negócio precisa funcionar de maneira ordenada, pois precisa atender às mais variadas demandas dos clientes. Optar pela assessoria de gestão Full Commerce ajudará a posicionar sua empresa em nível profissional, deixando para trás o amadorismo.

Se você gostou das nossas dicas e quer saber tudo sobre o Full Commerce e como ele funciona no Brasil, entre em contato conosco!

Similar Posts

Fale com nossos especialistas e saiba como podemos ajudar sua empresa a crescer e prosperar no Brasil.

Por favor, conte-nos sobre seu projeto para receber retorno.